Prosimetron

Prosimetron

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Boa noite!

John Updike.
Trad. Ana Luísa Amaral.


Marcadores de livros - 826

Pompeia - Villa dei Misteri
Megalografia


Sétimo Dia



Ser humano é ter ritos, de partida, de chegada, de despedida. Quem ainda não teve oportunidade de se despedir do nosso João Mattos e Silva pode fazê-lo hoje, na Missa de Sétimo Dia, às 19h, na Igreja de São João de Deus, à Praça de Londres, em Lisboa .

Leituras no Metro - 288

Porto: Civilização, 2009
Trad. Ana Luísa Amaral.

Bom dia !

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Boa noite!



Marcadores de livros - 824



Leituras no Metro - 287

Lisboa: Tinta da China, 2011

Gostei imenso deste livro, que Brendan Behan escreveu (ditou) pouco antes da sua morte: uma vivência de Nova Iorque com imensas histórias e muito da sua Irlanda natal.

«Uma cidade é um lugar onde o Homem vive, caminha, conversa, come e bebe, em plena luz do sol ou da eletricidade, durante vinte e quatro horas por dia. Em Nova Iorque, às três da manhã, podemos andar pela rua, ver multidões, ler os jornais e tomar uma bebida: sumo de laranja, café, uísque, seja o que for. É o maior espetáculo do mundo, para toda a gente. A sua fabulosa beleza noturna, mesmo há quarenta anos, fascinava o mundo inteiro.» (p. 12)


«O lugar mais encantador que conheci foi o Four Seasons, uma brasserie aberta vinte e quatro horas por dia, todos os dias. O Four Seasons é um restaurante incrível, cuja decoração varia consoante a estação do ano, assim como as fardas dos empregados. O gerente mostrou-me uma tapeçaria da autoria de Picasso, uma coisa maravilhosa – não que precise de qualquer louvor da minha parte -, e disse:
- Isto não demonstra que somos um povo tolerante? Afinal, Picasso é comunista.» (p. 19)

Esta tapeçaria (Le Tricorne, cenário para o bailado O chapéu de três bicos, 1919) está desde 2015 na New-York Historical Society.


terça-feira, 19 de setembro de 2017

Boa noite!

No centenário do nascimento de Amalia Hernández, fundadora do Ballet Folklorico de México, ue o Google hoje assinala.

State of the art: Twin Towers


Marcadores de livros - 823


Marcadores da Monnaie de Paris.

Os marcadores estão todos mal cortados. Deviam-nos vender a preço de saldo; ou oferecê-los. Esperemos que façam melhor as moedas e medalhas.

A Monnaie de Paris tem uma nova loja ao lado da antiga, com uns funcionários petulantes. Passeiam-se na loja como os vendedores da Cartier. Que saudades da loja antiga! E não fui só eu que pensei e senti isto.

Rodin: a moeda do centenário

A moeda de €10,00 do centenário da morte de Rodin, que se evocou no dia 17.
Saiu também uma moeda de €2,00 e outra de ouro.

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Bravo, João!

"Les Braves", Saint Laurent sur Mer, Normandia


Quando no sábado me apercebi, de chofre, o que estava bem longe de suspeitar, lembrei-me desta escultura, fresca na memória. Sublinhando um "amante da liberdade por natureza", "pastor e mareante" da sua viagem, de incerto rumo mas destino bem sabido, espalhando e deixando muito mais do que "memória escassa".

Fez há escassos dias cinco meses, o João quis publicamente reiterar a sua certeza. Escreveu na sua página de Facebook: "Quis Jesus que eu vivesse de forma intensa e dolorosa a Quaresma e esta Semana Santa e assim pudesse meditar com mais profundidade no Seu sofrimento humano que suportou por cada um de nós. Esta Páscoa para mim tem outro significado. Que também é de uma intensa alegria porque ressuscitarei com Ele."



Bravo, João! Bravo João!

Requiem Mozart

O blogue não dará noticias novas durante três dias

Apenas serão publicadas algumas homenagens ao nosso companheiro de viagem 

João Mattos e Silva 

que recomeçou uma nova caminhada da sua vida.

sábado, 16 de setembro de 2017

Homenagem a JMS

Momento  I

O pássaro voou, asas abertas,
o sol desapareceu,
ficou coberto,
E os olhos que cantavam
presos aos meus olhos
voaram pelo céu fora, asas abertas.

João Mattos e Silva, Sem Contorno, Lisboa: Excelcior, 1968, p. 31.


In memoriam JMS



A nossa vinheta : João Mattos e Silva


11.9.1944 - 16.09.2017

auto bilhete de identidade
Católico,
português de antes quebrar que torcer,
monárquico por convicção,
democrata-cristão por opção, 
amante da liberdade por natureza, 
poeta por intuição, 
vivo e activo por vocação.

Polidor



É um dos bistrots literários mais antigos de Paris. Fundado em 1845 como leitaria, vendia (claro!) leite, ovos e queijo. No final do século XIX começou, como outras leitarias, a servir refeições. A relação qualidade-preço atraiu um certo número de poetas e escritores pouco afortunados, que viviam na zona e fizeram a reputação deste restaurante.
O grupo dos patafísicos (Boris Vian, Queneau, Ionesco, René Clair, Jacques Prévert...) reunia numa sala deste restaurante que foi também frequentada por Verlaine e Rimbaud. O Grupo dos Amigos de Verlaine continua a encontrar-se aqui.
A comida é boa e tem o melhor baba au rhum que algum dia provei. Sabia mesmo a rum. Se sabia...






Aula de Botânica

Jardin des Plantes
Existe alguma diferença entre estas malaguetas? 

Post de Jad.

Marcadores de livros - 822

Em cima um puzzle de cinco marcadores. Em baixo: verso e reverso de outro marcador. Todos da Livraria Carlos, de Barcelona.

Obrigada, Justa.

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

San Marino: A nossa vinheta

https://www.walksofitaly.com/blog/travel-tips/san-marino-italy
Rocca della Guaita

Boa viagem!

Boa noite!

Dois dos melhores guitarristas do mundo.

Elegâncias - 146

Uma elegância de San Marino, a mais velha República do mundo. 
Acho que é a primeira vez que aparece uma elegância militar. :)

Dito irlandês


«Discutir é melhor do que estar só.»

Discordo absolutamente. Citado num livro de Brendan Behan que estou a ler.

Descapotáveis abrigam-se da chuva

Capa de John Falter para The Saturday Evening Post, 15 set. 1962.

Pacotes de açúcar - 153

Seis pacotes com publicidade ao Ikea.

quinta-feira, 14 de setembro de 2017